Dei gostoso pro nosso vizinho na cama da esposa

Essa minha aventura erótica e sexual, o corno do meu maridinho, só vai tomar conhecimento agora, lendo esse relato, inédito. Nós moramos em um condomínio cujos sobrados ficam um junto do outro, tendo a parte térrea e o andar superior onde tem uma pequena sacada e onde, eu gosto de ficar as vezes, mas, que dá bem de frente pra sacada do sobrado dos nossos vizinhos que se mudaram há pouco tempo pra cá. Eu tenho o costume de me sentar junto a parede da sacada e muitas vezes eu estou usando minúsculas calcinhas fios dentais ou então, apenas um micro vestidinho, sem nada por baixo, como estou na foto 01.
E comecei a perceber que o novo vizinho, sempre dava um jeito de me dar uma olhada ali na sacada e me olhava com desejo e tesão, eu percebia no olhar dele. Além disso, quando a sua esposa saia, eu me deitava na nossa cama e ele, da janela do seu quarto, me olhava só de calcinha. Eu me deitava de costas pra ele, só pra ele admirar a minha bunda e eu, percebia que ele se punhetava gostoso me olhando, como na foto 02.
 
Teve uma manhã que a esposa dele saiu para o trabalho e ele ficou. O corno do meu marido, por ser viajante, estava em outro Estado e eu, saí na sacada, só usando uma regatinha e tendo apenas uma minúscula calcinha vermelha por baixo que ficava entrando na minha boceta e deixando escapar pelas laterais, os meus sedosos e perfumados pentelhos. No ato ele saiu na sacada e ficando junto a grade da sua sacada, ele me falou: “que visão maravilhosa”. Eu sorri e agradeci perguntando se ele realmente gostava e ele respondeu que gostava muito. E me provocou falando: “Gostaria de poder te mostrar o quando to eu gosto dessa visão”. E eu respondi com carinha de puta, louca pra dar pra ele: “Quando e onde?” Na hora ele respondeu já apertando o pau por cima da sua bermuda: “Se você quiser pode ser agora, aqui no meu sobrado”. Eu sorri e falei que ele abrisse a porta.
 
Saí do nosso sobrado descendo a escada e cheguei na porta do sobrado dele, foi demais. Ele abriu a porta, peladaço e de pau duro. Eu entrei e ele fechou a porta e já ficou de cócoras na minha frente, erguendo o meu micro vestidinho e já foi me beijando na boceta, colocando a minha calcinha de lado. Ele quis me levar pra sala e eu falei: “Quero na cama da sua mulher”. Ele sorriu e me levou pro quarto deles, que loucura. Ele me deitou de costas, tirou a minha calcinha fio dental vermelha e caiu de boca na minha boceta peludinha, que chupa gostoso que ele me deu. Em seguida ele colocou as minhas nos seus ombros e passou a me lamber o cu, que lambida gostosa.
 
Sem perda de tempo, ele direcionou o pau na minha boceta e meteu, meteu, meteu com força, sem nenhuma dó, ou piedade. Ele me dava uns tapas deliciosos na minha cara me chamando de puta, vadia e vagabunda. Eu gemia, remexia, mexia e rebolava os quadris com a sua vara grossa e cabeçuda me rasgando a xoxota. Num determinado momento ele tirou o pau, foi até uma cômoda e pegou um frasco de KY que ele usava pra comer o cu da esposa. Passou Ky na entrada do meu cu e na cabeça do pau dele e na posição de frango assado, ele encostou a cabeça do pau. Nossa, quando a cabeça forçou a entrada eu vi estrelas e ele veio me beijar a boca falando que o meu era muito apertado. Eu o ajudei puxando um lado da minha bunda e meu cu abriu mais um pouco e ele socou sem dó.
 
Ele passou a me foder o cu com vontade, me beijando, puxando meus cabelos, apertando meus quadris e me dando tapinhas na cara, ele era um tarado. Me comeu uns dez minutos o meu cu, deixando ele todo laceado e gozou uma enorme quantidade porra no meu reto que rapidamente começo a escorrer. Meu cu parecia uma laranja depois de chupada e ele, tirou o pau e trouxe para mim chupar e deixar limpo o seu pau. Quando terminar de chupar o seu pau, ele me falou que em meia hora esposa estaria chegando. Rapidamente me levantei e sai, dando um beijo gostoso na boca dele e voltei rapidamente pro nosso sobrado. Não demorou dez minutos e a esposa dele chegou e eu respirei alviada. Agora, combinamos nos encontrar fora do condomínio e ele, vai me dizer quando iremos passar uma tarde inteira fodendo num motel.
 

Comentarios

moderação. Nossa fiquei com

moderação. Nossa fiquei com mto tesao. Qro comer um cuzinho zap 11931497498

Otimo conto

Otimo conto

fez bem, deu vontade = deu...

fez bem, deu vontade = deu...

Comentar

  • Não é permitida nenhuma tag HTML

Mais informações sobre as opções de formatação

CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas de spam
Image CAPTCHA
Digite os caracteres que você vê.